(19) 3849-4812 | (19) 99166-6732

Mulheres na programação (e o que isso tem a ver com você)

A revolução não será televisionada, mas codada – e por mulheres. Se tudo der certo. RS. Foi impossível ignorar a onda de iniciativas voltadas para a inclusão das mulheres na tecnologia que surgiu nas redes sociais, especialmente no LinkedIn, onde boas ideias se multiplicam rapidamente (e as más também).

Vou te explicar porque uma mulher programando é algo tão significativo para você, não importa em qual área você atua.

Ah, e você não precisa ser mulher para tirar bons frutos desse texto, tá? Tudo pronto? Então vamos:

Tecnologia de barba e bigode

A tecnologia e as ciências são áreas ingratas para mulheres, e isso não é segredo pra nenhum ser vivo. As áreas mais promissoras do mercado sempre as barraram na portaria, por diversos motivos: fatores socioculturais, machismo nas corporações… a lista é longa.

As poucas que entram, passam pelo segundo chefão do Super Mário: a diferença salarial entre os sexos. Basicamente, são esses dois GRANDES PROBLEMAS que causam o desbalanço entre os profissionais atuantes na tecnologia.

Bom. Eu não poderia embasar isso com nada além de DADOS, certo? Então vamos lá: a Revelo elaborou um digníssimo e muito bem fundamentado estudo chamado Retrato da Desigualdade de Gênero na Tecnologia em 2018.

Recomendo fortemente que, se você quer entender esse cenário detalhadamente, baixe esse e-book. Não é propaganda não, tá? Recomendo a leitura pela qualidade do conteúdo.

Como o tema é rico, vou seguir viagem supondo que você se inteirou no assunto (ou acreditou em mim, rs).

O que é que dá pra gente resumir até aqui? Que já tinha passado da hora de olharmos melhor pra esse assunto. E foi o que fizeram, mesmo: permita-me apresentar o programa Women Can Code.

Women Can Code, SIM!

Talvez você ainda não tenha ouvido falar sobre o WCC, mas acredite em mim: eventualmente, você iria. O Women Can Code é um programa que se propõe a desenvolver e inserir mulheres no mercado de tecnologia, oferecendo inclusive formação técnica (palmas!).

A ideia é pra lá de bacana – e necessária – e muitos nomes de peso perceberam isso e vincularam-se ao programa, como a Wavy (startup do grupo Movile, com uma base em Campinas).

Por que tirei um pouquinho do seu tempo pra bater esse papo? Porque DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO eu espero que esse tema seja cada vez mais abordado por aí e porque a Semeia acredita na quebra de antigos padrões, na evolução das relações humanas nos ambientes corporativos e, acima de tudo, na valorização feminina no mercado.

O Marketing (e aqui a gente pode falar com mais propriedade) é capaz de mudar perspectivas de mundo de um indivíduo, certo? Pois é: então, que isso seja aplicado na prática, dentro das empresas.

Além de ser uma digníssima ação de Marketing Social para aqueles que vinculam seus nomes a causas como essa, seria IMPOSSÍVEL citar todos os benefícios em termos de Employer Branding e visão da empresa por parte dos colaboradores que isso traria. Sem falar na imensa gama de profissionais talentosíssimos e culturalmente conscientes que você atrairia para o seu time.

Você ainda vai ouvir falar bastante disso aqui, tá? A revolução não será televisionada, mas codada – e por mulheres. Se tudo der certo. RS.

Mulheres na Tecnologia, Programação, Women Can Code

Contato

(19) 3849-4812
(19) 99166-6732
semeia@semeiapropaganda.com.br

Onde estamos

Av. Joaquim Alves Correia, 4839 - Valinhos - SP
(19) 99166-6732
Fale conosco